Séries

Published on outubro 15th, 2014 | by Fernanda Correia

0

Todos somos aberrações

American Horror Story Freak Show chegou prometendo superar a 1 temporada.

Eu adoro American Horror Story, mas bem considerei não assistir a quarta temporada. Não porque a série tenha ficado ruim, mas porque este ano a trama se passa num circo. E eu tenho pavor de palhaços. Sério, eu não entro no McDonalds quando o Ronald tá por lá. Então talvez por isso tenho sido a temporada mais aterrorizante so far, em um episódio.

Depois de uma temporada de oportunidades perdidas, eu já me apavorei tudo que eu tinha para me apavorar nessa. Esse fucking palhaço é horrível — no sentido de dar medo– e o serial killer da vez. E, por enquanto, ele parece não ter um objetivo específico, o que é ótimo para um serial killer.

Mas ainda não dá pra saber, afinal fomos apresentados aos personagens, mas não à história. As aberrações não são ameaças, só estão marginalizados e assustados. E nem dá pra saber como cada um foi parar no circo ou mesmo porque o circo existe, fora o fato que Jessica Lange –arrasando até com sotaque– não tem as duas pernas. E vamos lembrar que estamos nos anos 50.

american horror story freak show 2

Pepper voltou! E a mulher que ganhou o título de melhor mulher do mundo do Guiness é ótima!

Aliás a ambientação já possibilitou umas das melhores cenas. Evan Peters é o menino lagosta, um boa pinta metido a James Dean que tem uma deformidade nas mãos que faz com que ele tenha dedos atrofiados e alongados. Estamos falando dos anos 50, com donas de casa reprimidas. Então o garoto faz uma renda extra masturbando as moças frustradas com suas mãos.

O primeiro episódio acompanha a história da sempre maravilhosa Lana Banana –desculpa Sarah não consigo desapegar do apelido– duas irmãs que gêmeas que nasceram com um único corpo e duas cabeças. Duas personalidades diferentes, você consegue perceber qual irmã que está falando mesmo sem ver a cena. A chegada dela no circo é o movimento que o resto do grupo precisa para se unir como um grupo.

As duas melhores coisas da temporada passada, Kathy Bates e Angela Basset, ficaram. O que é ótimo já que a Jessica Lange já avisou que essa é a última temporada dela e a série já foi renovada para mais um ano. Angela ainda não deu as caras, mas Kathy já nos brindou com a mulher barbada, mãe do Evan Peters e que promete ser mal humorada como Lalaurie.

Aguardemos as próximas atrações.

Tags: , , , ,


About the Author

Tem mais séries e livros para ver e ler do que tempo hábil. Sonha em encontrar o Doctor só para usar a Tardis e zerar a sua pilha. Encontrou o sentindo da vida quando assinou o Netflix.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑