Posted on: 9 de janeiro de 2014 Posted by: Fernanda Correia Comments: 0

A terceira temporada quase me fez desistir de “Walking Dead”.

O Governador é um dos vilões mais fodas que a história tem, mas na série ficou só no papinho. Mesmo. Prometeram a temporada toda um grande confronto, uma batalha quase épica, só para morrer na praia, com meia dúzia e tiro e todo mundo fugindo de Woodbury.

Mas a quarta temporada começou quebrando recordes de audiência (mais de 16 milhões) e prometendo movimentar as coisas. Voltamos para a prisão um mês depois da treta da season finale e encontramos casas sendo construídas, hortas, criação de animais e uma sociedade começando a se desenvolver.

Daryl continua levando pessoas e comida e tornou-se uma espécie de herói da galera. Enquanto o Rick tá lá, sendo o bundão de sempre, tentando ter uma vida normal (apocalipse zumbi filhão, ACORDA) e ainda chorando a morte da esposa (que vale lembrar: traiu o cara e era o personagem mais chato da história da séries).

Enquanto isso, na ala do romance Daryl e Carol finalmente parecem estar indo a algum lugar. Apelidinhos fofos, toques de ciúmes e Daryl sorridente (<3 Daryl). Glen e Meg preocupados com uma possível gravidez. E Beth (a mina loira) tem um namoradinho. Obviamente a despedida fria dos dois já avisa que o moleque tem vida curta.

Os zumbis estão se acumulando na cerca, o que pode fazer com que tudo desmorone. E não para de chegar mais, já que tem mais gente. Rick aprendeu uma coisa ou outra do maluco que encontrou na cidade e fez armadilhas.

Michonne (sangue no olho) continua atrás do Governador e fica indo e vindo. Desta vez, chega bem a tempo de sair com o grupo de reconhecimento que vai invadir uma estação militar montada em um supermercado. Aliás, uma das melhores cenas de ação deste a chuva da primeira temporada. Taí o segredo gente: chuva! Só que dessa vez o que choveu foram mortos!

Zumbis caindo do teto (junto com um helicóptero, mas quem se importa) é um probleminha daqueles. E o médico que causou o auê todo ainda vai dar dor de cabeça.

E o Rick sai em uma missão suicidada só pra encontrar uma doida que mantém o marido zumbi em cativeiro. Espero que isso tenha servido como choque de realidade ou ele vira o próximo da lista “torcemos para morrer”. Pelo menos ele deve perder o braço mais para frente (se seguir a HQ).

Pra encerrar a boa season premiere, o rapaz recém resgatado pelo Daryl morre (aparentemente de uma gripe forte) e já sabemos que a calmaria da prisão terminou.

Últimos posts por Fernanda Correia (exibir todos)

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.