Drama

Published on agosto 6th, 2014 | by Raira

0

The Following

Esqueça tudo o que você aprendeu sobre serial killers. Esqueça Criminal Minds.

NÍVEL DE SPOILER: MÉDIO

Em “The FolJoe303lowing” encontram-se todos os tipos de malucos e psicopatas reais e imaginários. Começando por Joe Carrol, um professor acadêmico com uma vida pacata, que ama literatura e, principalmente, Edgar Allan Poe. Tentou até a carreira de escritor, mas não foi muito bem sucedido.

 No período de um ano ele assassina a sangue frio 14 de suas alunas e revela-se um sádico e cruel serial killer.

O grande responsável por sua captura foi o agente do FBI Ryan Hardy (Kevin Bacon), que conseguiu, brilhantemente, “entrar” na mente do criminoso, e através de muita observação de sua obra e até de seu comportamento em classe, solucionou o caso.

Não sem antes se envolver emocionalmente com Claire, esposa de Joe; o que acarreta em um rápido romance após a prisão e julgamento dele.

A série começa nos tempos atuais, quando o já condenado Joe Carrol, está prestes a ser executado. Hardy  já deixou há tempos sua carreira bem sucedida no FBI, mesmo depois de seu feito heroico e de até ter escrito um livro sobre a captura de Joe.

Seu relacionamento com Claire não foi pra frente, assim como parece que todos os outros. Ryan é uma pessoa solitária, alcoólatra, e que ainda por cima, carrega no seu corpo a sequela de uma facada; um marca-passo que não o deixa esquecer do maior, e talvez mais perigoso, criminoso, um inimigo pessoal, Joe Carrol.

A partir de alguns eventos estranhos que acontecem na cidade, descobre-se que Joe estava esse tempo todo arquitetando um plano maior do que se podia imaginar. E tudo leva ao reencontro dele com Ryan, e a revelação do plano: escrever um novo livro, tendo como um dos personagens principais o ex-agente. Até aí tudo bem, temos um louco psicopata em ação.Poe635

E é aí que entra o grande diferencial da série. Durante todos esses anos, Joe conseguiu construir uma rede de contatos muito maior e mais bem arquitetada do que podia-se prever. É uma seita, um culto, e o ser adorado é ele mesmo. Elas podem ser a professora do jardim de infância, o bombeiro, agentes do FBI, xerifes de cidades pequenas. Olhos e ouvidos em toda a parte. E são essas pessoas que o ajudam a executar seus planos. E a única explicação que eu consigo pra isso é: como tem gente louca nesse mundo.

Temos a equipe dos bonzinhos também, claro. Ryan Hardy, Debra Parker e Mike Weston são os líderes da força-tarefa de encontrar os membros da seita e, mais pra frente o próprio Joe, que acaba fugindo da prisão (não uma, mas duas vezes). Entre sequestros, facadas, tiros e muita morte, ainda temos brilhantes reviravoltas na história, e que acaba dando um pouco de agonia porque parece que todo mundo é mais esperto que o FBI.Debra620

Apesar de ter alguns furinhos aqui e ali, considero o enredo muito bom e não dá vontade de parar de assistir. Todo episódio tem alguma coisa nova acontecendo. Mesmo sendo um drama, tem muito de suspense também, e momentos de segurar a respiração de tão tensos.

Tinha prometido pra mim mesma que não ia assistir mais depois do fim da primeira temporada, porque fiquei com muita raiva das coisas que aconteceram. Mas ainda bem que mudei de ideia porque a segunda começou muito bem, e cá estou eu de novo loucamente vendo um episódio atrás do outro (séries atrasadas, quem não as tem?).

Vale muito a pena assistir, principalmente pra quem como eu, adora CSI e é apaixonada pelo Dr. Reid, ou mesmo se for alguém normal que aprecia uma boa série de ação e suspense. Vale muito!

Tags: , , , ,


About the Author

Apaixonada por séries e livros, tem como objetivo de vida ser tão incrível quanto a Liz Lemon e ser amiga das Kardashian. Só sonha baixo e com coisas realmente possíveis



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • Recent Posts

  • O que estão falando

  • Categorias

  • Arquivos