Séries

Published on abril 14th, 2014 | by Raira

0

Superstar 01×02

Eles tentaram. 

Apesar de termos visto uma grande melhora em relação ao episódio anterior, o que vimos nessa semana no Superstar tem se repetido na maioria dos realities produzidos atualmente no Brasil:  despreparo pra lidar com muitas situações que surgiram inesperadamente durante o programa ao vivo.

app funcionou, pelo menos na maioria do tempo. Em alguns momentos mostrava que a votação tinha se encerrado, sendo que a banda nem tinha começado a tocar, e de repente voltava; às vezes travava um pouco, mas no geral até que foi ok.

Após muitas indagações a respeito da função do André Marques como apresentador, essa semana ele teve um pouco mais de destaque (porém a figurinista segue odiando ele), participando um pouco mais, interagindo, etc. Mas a principal função continua sendo da Fernanda Lima, que melhorou bastante sua performance.

O que ficou mais evidente essa semana, contudo, foi a falta de critério para se escolher um padrinho/madrinha para as bandas que eram aprovadas. Não ficou claro ainda quem é que decide; em bandas que receberam votos positivos dos três jurados, eles simplesmente não sabem com quem vão ficar. Em um momento, Ivete e Fábio Jr. tiraram no par ou ímpar quem ficava com a banda, o que foi constrangedor e estranho, visto que os maiores interessados, a banda, ficou com cara de boba esperando a decisão.Em outro momento, os três queriam apadrinhar a banda e alguém sugeriu “dois ou um”, no que Fernanda Lima interferiu dizendo “vocês são três adultos, decidam conversando”, o que mais uma vez foi bem estranho. Na parte mais confusa, ainda tivemos uma banda que não foi aprovada por nenhum dos jurados, mas recebeu o sim do público. Ivete acabou sendo madrinha deles, meio sem graça, só porque não tinha o que fazer.

É minha! Não, é minha!

Não há um tempo determinado para cada um falar, o que faz a apresentadora ficar perdida, e no que eu imagino o diretor gritando pra ela fazer eles pararem, ela corta a conversa no meio como se nada tivesse acontecido.

As bandas essa semana foram um pouco melhores tecnicamente do que vimos na semana anterior. Colocando de lado meu gosto pessoal, acho que até se saíram bem. Das nove que passaram pelo palco, oito foram aprovadas:

  • Grupo do Bola, que cantou uma música do Charlie Brown Jr. em ritmo de pagode (pois é), com 84% de aprovação;
  • Fuzzcas, com 70%;
  • Rádio Hits, uma banda com três mil participantes que canta sucessos do rádio, como o nome sugere, com 84%;
  • Suricato (de onde eles tiram esses nomes?!), com o maior índice de aprovação até agora, 91%;
  • Trio Violada, que recebeu ‘não’ dos três jurados, mas aprovação do público, com 72% dos votos;
  • The Soul Session, com 76%;
  • Cluster Sisters, a que eu achei mais incrível da noite, com 75%; e finalmente
  • Instinto, uma banda de meninos cabeludos (ew!), com 77%.

Ainda há muito o que se melhorar em toda a dinâmica do programa, mas já ganha umas duas estrelinhas no nosso ranking.

Tags: , , ,


About the Author

Apaixonada por séries e livros, tem como objetivo de vida ser tão incrível quanto a Liz Lemon e ser amiga das Kardashian. Só sonha baixo e com coisas realmente possíveis



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑