Séries

Published on agosto 3rd, 2016 | by Fernanda Correia

0

Shadowhunters – Os Instrumentos Mortais

Não é porque a série é teen que precisa ser mal feita. Não é?!?

Primeiro, uma história. Sem muito o que fazer, fuçando o catálogo da Netflix, encontrei o filme “Os Instrumentos Mortais”. Eu tinha os livros, mas nunca tinha lido e tinha feito notas sobre o lançamento do filme.

O elenco era bom (Jonathan Rys Meyers e nossa querida Cersei, mais uma galera famosinha). E caramba, que filme legal. Fiquei querendo saber o resto da história, então peguei os seis livros e li (acredito que em 1 mês). Agora que eu sei o background vou rever o filme, pensei comigo.

Nossa, que filme ruim. Mal consegui terminar. Sério, não tem uma coisa que salve. E quem gosta do livro passa ainda mais raiva porque os personagens estão descaracterizados.

Aí a Netflix, aquela linda, anunciou que iria distribuir para o mundo uma série baseada nos livros, nos EUA é da ABC Family. Streaming, sem preocupação com audiência, mais tempo de tela. Agora vai. Não foi.

SHADOWHUNTERS - ABC Family's "Shadowhunters" stars Katherine McNamara as Clary Fray and Dominic Sherwood as Jace Wayland. (ABC Family/Bob D'Amico)

O casal mais sem química já visto

Eles liberavam um episódio por semana, diferente das outras produções do serviço de streaming. Isso me fez desanimar ainda mais e adiar o final, doloroso de tão ruim. O casal protagonista não tem química alguma, são péssimos atores (sem brincadeira, o cara vai salvar o interesse romântico dele com a mesma disposição que eu vou ao mercado) e a caracterização, apesar de próxima dos livros, é muito mal feita (você conta nos dedos o que não parece peruca).

Uma rápida explicação da história. A autora, Cassandra Clare, foi inspirada por Harry Potter a começar a escrever — coisa que ela nega até a morte agora, mas se você prestar atenção pega as referências. Uma garota vê um assassinato em uma balada e descobre que só ela pode ver os assassinas e a vítima. Então ela descobre que é uma shadowhunter, descendentes dos anjos que têm como missão caçar demônios soltos na terra.

SHADOWHUNTERS - ABC Family's "Shadowhunters" stars Harry Shum Jr. as Magnus Bane. (ABC Family/Bob D'Amico)

Melhor coisa da série parte I

Pontos fortes da série (e os únicos motivos que me ajudaram a chegar até o fim): o romance entre Magnus e Alec. Magnus é um mago e Alec um shadowhunter. As duas “categorias” mantém relações amigáveis porque os magos ajudam os caçadores. Magnus já viveu milhões de anos e já teve os mais diversos parceiros, mas fica perdidamente apaixonado quando conhece o Alec. Um rapaz que reprime seus sentimentos por Jake, seu melhor amigo e o “ótimo” ator que eu mencionei lá no outro parágrafo. Você o amor deles nascendo e eles construindo uma relação. Impossível não torcer pelos dois. E olha que o Alec é o Mike de Glee (um dos atores bem mais ou menos de lá).

A outra parte boa é Simon. O amigo humano, ou mundano como nós somos chamados pelos caçadores, da protagonista que, por ser perdidamente apaixonado por ela, acaba seguindo a garota enquanto ela se envereda por esse mundo sobrenatural e acaba sendo sequestrado por vampiros. Meio óbvio o que acontece depois e ele se torna parte do mundo sobrenatural. Conforme isso acontece, a história vai se tornando cada vez mais interessante e ele acaba engolindo a cena.

SHADOWHUNTERS - ABC Family's "Shadowhunters" stars Alberto Rosende as Simon Lewis. (ABC Family/Bob D'Amico)

Melhor coisa da série parte II

Mesmo pra uma série teen, conhecidas por valorizar forma à conteúdo, é muito desleixo. Afinal, até a forma é ruim. Apesar disso a série foi renovada (streaming, né mores?) e a segunda temporada deve estrear em breve. E se não fossem estes dois plots eu nem teria terminado a primeira.

Shadowhunters – Os Instrumentos Mortais Fernanda Correia
Efeitos Especiais
Atuação
Fidelidade

Summary:

3

Veredito final


Tags: ,


About the Author

Tem mais séries e livros para ver e ler do que tempo hábil. Sonha em encontrar o Doctor só para usar a Tardis e zerar a sua pilha. Encontrou o sentindo da vida quando assinou o Netflix.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑