Séries

Published on Janeiro 9th, 2014 | by Juliana Farano

0

Porque vale a pena ver Scandal

Vocês se lembram da versão fodona da Shonda?  Aquela que criou Grey’s Anatomy em 2005 e fez todo mundo se apaixonar pela série em seus “early years”?

Então, ela pode até ter perdido a mão no drama dos médicos, mas anda arrasando em Scandal.

A série estreou em 2012 com uma temporada curtinha de sete episódios. Eu comecei a assistir logo de cara, pescada pela isca da criadora. Afinal, a Shonda normalmente faz coisas legais. Achei ótimo e ficava até meio deprê por não ter com quem comentar sobre a Olivia Pope e seus Gladiadores. Quase ninguém assistia. Aí veio a segunda temporada, que foi incrivelmente melhor do que a primeira. Até porque, a primeira serviu mais para introduzir os personagens do que para estabelecer uma trama. Já a segunda, com 22 episódios, foi muito melhor elaborada. E o público reagiu positivamente e a série se tornou uma das queridinhas dos norte-americanos. E por aqui a galera começou a assistir também, o que é ótimo pra quem, como eu, fica desesperada pra comentar!

Enfim, eis que no dia 03 de outubro estreou a terceira temporada. E com o mesmo fôlego da anterior, começando exatamente da onde parou. E aí vimos a Olivia, sempre tão poderosa, baixando a cabeça pro seu pai (que medo desse homem, gente!) e quase sucumbindo e fugindo. Se não fosse o Cyrus dar uns gritos, ela tinha ido.

A Mellie deu um jeito de fazer valer a sua vontade e, sambando na cara do burro do presidente (porque sério, ele é muito cabaço) enquadrou a funcionária da Casa Branca que, alegrinha e sem querer, deixou gravado justamente o mote que a primeira-dama precisava para tirar a Liv da jogada e deixar o marido puto. O que ela não sabia era que, a partir daí, a Olívia ia tomar o caso pra si e defender a garota.

E aí partimos para o segundo episódio e o MA-RA-VI-LHO-SO flashback da Olivia com o pai chefão da organização mais secreta do mundo e o Huck mendigo doidão. Que incrível. Será que podemos dizer que a Shonda copiou a ideia do jantar em família como chantagem de Gilmore Girls? Brincadeira, gente.

E que incrível a cena em que a Liv e seu pai fingem estar tendo uma conversa super agradável, rindo horrores, enquanto se acusam e se odeiam. Lindo! E a Olivia ligando os pontos no flashback ao mesmo tempo em que, na vida atual, vemos ela tendo que se submeter aos “jantares” com seu pai novamente? E tudo isso pro Jake viver. Achei o episódio inteiro muito bom e tremi quando o Huck “atacou” ela no estacionamento. Até porque, até então, eu achei que ele sabia da história do pai dela e que estava ali disfarçando, apenas fingindo naturalidade.

Gente, que amor por essa série!

Tags: , , , ,


About the Author



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑