Posted on: 9 de dezembro de 2013 Posted by: Will Comments: 0

Hit-Girl não é só a heroína mais legal surgida nos últimos tempos.

E ela não é só a estrela do próximo filme do Kick-Ass. Hit-Girl, a história lançada pela Panini e que serve como prelúdio do segundo filme do herói da vida real é também o quadrinho mais legal lançado por aqui este ano. Pelo menos dos que eu hit-500x765li até agora.

A história segue do ponto em que parou a primeira HQ e a o primeiro longa da saga. Após a morte de seu pai, Mindy, a Hit-Girl tem que se adaptar a uma rotina normal e deixar o uniforme e a máscara de lado. E a história gira em torno disso basicamente.

Se para Hit-Girl é fácil matar os vilões das maneiras mais criativas possíveis, para Mindy é difícil lidar com o bullying praticado pelas patricinhas do colégio. Abandonar o manto da heroína não é fácil, principalmente com a máfia local voltando a se reagrupar e ela e Kick-Ass juntos combatendo o crime até que um acidente tira ele da jogada.

Todo esse processo rende piadas incríveis e geniais. O texto e o desenho se juntam e formam uma obra de arte das mais legais e divertidas. Há várias referências da cultura pop e, claro, de quadrinhos de super-heróis. Acho que ainda tem em banca ou lojas especializadas, senão o jeito é procurar em sebos. O preço é camarada (R$ 21,90) apesar de a edição ter um único defeito: não ser capa dura.

 

Últimos posts por Will (exibir todos)

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.