Séries

Published on julho 18th, 2018 | by Raira

0

Good Girls

A melhor novidade da última temporada.

Mae Whitman (também conhecida como Amber), Christina Hendricks e Retta (treat yourself!) são o mais novo trio de mulheres maravilhosas que a gente ama e quer trocar uma ideia no bar.

Já conhecia as três de outros trabalhos, mas a aposta de assistir Good Girls, preciso confessar, foi o grande amor por Parenthood e a saudade de ver a Mae Whitman toda semana abrilhantando a tela da TV (sim, pode-se dizer que sou grande fã). Sendo assim, logo que foi lançada, a série foi pra lista infinita de coisas a assistir, e acabou ficando um pouco empoeirada lá no final, esperando pacientemente sua vez.

Tinha separado os cinco episódios iniciais pra dar aquela chance, saber o que é e o que não é e logo no primeiro descobri que ao contrário do que eu imaginava, a série é de 40 minutos, classificada como drama, o que pode parecer um ponto negativo, mas na verdade na hora que você começa não quer mais parar de assistir. Grata surpresa, ela entrou pro catálogo da Netflix, o que é maravilhoso porque eu não vejo a hora de assistir a todos os episódios.

A série conta a história de três mulheres, duas irmãs e uma amiga, que se veem em dificuldades financeiras e resolvem bolar um plano: assaltar o mercadinho onde uma delas trabalha e dividir o dinheiro do cofre em três, o que seria uma solução temporária para suas famílias e praticamente o crime perfeito, já que nunca ninguém desconfiaria delas. Óbvio que as coisas não acontecem exatamente como o esperado e agora elas estão envolvidas em um esquema muito maior envolvendo o gângster local, o gerente do mercadinho e suas próprias famílias.

Com um plot tão “ingênuo” pode parecer um pouco desinteressante, mas as três atrizes fazem um trabalho espetacular, além de sugerir uma mudança no velho papel da mulher protagonista sempre à sombra de algum homem; aqui elas podem ser, e são, o que quiserem. A criadora da série, Jenna Bans, foi roteirista de Desperate Housewives e Grey’s Anatomy, mas com certeza esse é seu melhor trabalho na TV.

Nesses tempos de tantos questionamentos sobre humor, Good Girls traz piadas boas e certeiras, além de não cair em clichês e estereótipos de algum tipo. É leve e gostosa de assistir, ao mesmo tempo em que dá uma certa tensão e deixa aquele gostinho de “preciso assistir o próximo episódio”.

O elenco de apoio é incrível, e créditos a Manny Montana por criar um gângster engraçado e que dá medo, tudo ao mesmo tempo.

Vida longa a Good Girls!

Tags: , , , , ,


About the Author

apaixonada por séries e livros, tem como objetivo de vida ser tão incrível quanto Liz Lemon e Leslie Knope, e acha que até já é um pouquinho. tem sorte de dividir a vida com outros seres tão maravilhosos quanto e ama cada momento com eles.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Back to Top ↑