Posted on: 8 de maio de 2013 Posted by: Raira Comments: 0

Sabe aquele lugar que você nunca foi, mas sonha em conhecer?

A cidade em que você imagina encontrar tudo o que sempre quis? Pra Carrie o nome desse lugar é Nova York e ela tem um verão pra descobrir seu lugar nesse mundo novo e encantador.

Apesar de ser um livro com a narrativa de uma adolescente dos anos 80, é incrível perceber que nada parece mais atual.

Começando por aquele momento em que a gente acha que deu tudo errado, e descobrindo que afinal o errado foi, na verdade, o que podemos chamar de destino. Afinal, se as coisas tivessem saído como planejado, não existiriam a Samantha e a Miranda na vida da Carrie, o que convenhamos, seria chatíssimo.

Das desventuras amorosas às profissionais; das descobertas de si mesma e do mundo, não tem como não se identificar com algum personagem, em qualquer fase. Seja a Samantha fazendo ser quem não é pra agradar a família tradicional do noivo, ou a Miranda que se esconde em sua atitude “eu odeio todos os homens” e acaba se apaixonando, ou mesmo a Charlotte que só aparece lá no finalzinho toda cheia de sonhos e toda fofa, e é claro a Carrie se apaixonando por um cara mais velho e babaca (nossa, não consigo simpatizar com esse Bernard…).

Enfim, em algum momento da vida fomos uma delas, ou todas, e é isso que nos faz torcer, ficar brava, e no final ficar feliz e descobrir, mais uma vez, que ainda podemos ser surpreendidos por um telefonema que vai mudar nossa vida.

Últimos posts por Raira (exibir todos)

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.