Posted on: 9 de janeiro de 2014 Posted by: Fernanda Correia Comments: 0

Mesmo sem a quantidade imensa de informações, o segundo episódio de “American Horror Story Coven” manteve o ritmo e mostrou que podemos esperar muitas surpresas.

Aos poucos vamos conhecendo as histórias das garotas e como cada uma foiçaram na escola. Desta vez foi a vez de Preciosa, quando vemos ela fritara mão de um cara folgado no fase food que ela trabalhava.

E também podemos ver que a atriz é uma bitch, e a Taissa uma medrosa. Elas quase estragaram tudo e levaram uma boa bronca da suprema. Fina deixou bem claro que ela é a única coisa que elas devem ter medo e, bem, eu já tenho.

Claro que isso não impede as duas de fazerem besteira. Elas vão para o necrotério e basicamente montam um Frankestein com a galera que morreu no acidente de ônibus que elas causaram. Depois de aparentemente terem se oferecido em casamento ao demônio, elas trazem o cara de volta à vida e como todo bom monstro reanimado, ele não responde muito bem e está fora de controle.

misty day

Por outro lado, Lana Banana hesita em brincar de Deuse d ar uma ajudinha contra a infertilidade. Tudo rapidamente deixado para trás depois de uma conversa com o marido, seguido de um sexo, muito louco nomeio de um círculo mágico com direto a alucinações de cobras.

Falando em coisas que não estão mortas, a garota queimada vida escapou, mas é meio doida (eu também seria se tivesse sido possuída pelo demônio na temporada passada) e ajeitará a coisas entre o Romeu e Julieta sobrenatural.

lalaurie fiona
E Lalaurie, que está viva porque o veneno não era veneno, mas uma poção de imortalidade. Filha viu aí a oportunidade que procurava e vai atrás da líder vodu para conseguir a juventude que ela busca. Obviamente que já rolou treta e a Suprema vai ter que se unir com a serial killer se quiser alguma coisa.

O momento bizarro fica por conta do escravo que morreu com a cabeça de boi está vivo, mas a cabeça de boi virou permanente. Tudo bem no padrão AHS que a gente aprendeu a amar.

Últimos posts por Fernanda Correia (exibir todos)

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.