Séries

Published on janeiro 9th, 2014 | by Fernanda Correia

0

American Horror Story Coven 3×01: Bitchcraft

Bem quando eu precisava de uma série densa para substituir “Breaking Bad”, “American Horror Story Coven” veio em minha salvação. Eu pretendo escrever sobre ela e as peculiaridades de cada temporada. O que importa por enquanto são duas coisas: as temporadas são independentes umas das outras e a terceira aborda bruxas.

Para começar, o primeiro episódio já te joga em flashback onde encontramos Kathy Bates como Madame Delphine LaLaurie, uma senhora da alta classe de Nova Orleans na primeira metade do século 19. E ela quase, quase, arrancou Jessica Lange do meu coração. Só não conseguiu o feito porque o episódio termina com uma desenterrando a outra e eu queria era abraçar as duas. <3

Mas, por debaixo da fachada de grande dama, esconde-se uma psicopata que antes mesmo da abertura já te mostra o sótão onde ela encarcera seus escravos “desaparecidos” e os tortura. Na cena, ela coloca uma cabeça de boi em um escravo acorrentando enquanto ela retira sangue para rejuvenescer. O mais bacana (apesar desse bacana aqui eu juro que eu sou normal) é que ele é baseado numa personagem real à qual se atribuem alguns crimes bem estranhos.

De volta aos dias atuais, a Suprema (Jessica Lange ma-ra-vi-lho-sa as usual) retoma a escola para moças com habilidades especiais (é, escola de bruxas mesmo) que está sendo dirigida por sua filha (Lana Banana! Ainda não desapeguei). O problema é que só tem quatro alunas que estão lá mais porque os pais não querem dor de cabeça.

“Quando as bruxas não lutam, elas queimam”. Esse é o motivador da Suprema, depois de ver uma jovem ser queimada viva no telejornal. Ela decide que é hora delas retomarem o controle e pararem de se esconder e, desta vez, não deixar que Salem se repita.

O tabuleiro se completa quando vemos a “morte” de Madame LaLaurie, causada pela líder vodu da região que veio vingar a morte do seu namorado. Como se sabe, Nova Orleans é, até hoje, conhecida pelas histórias sobrenaturais e suas lojas vodu, ou seja, vem mais gente poderosa entrar nessa briga.

Pra fechar o elenco feminino amorzinho, Gabourey Sidibe (a Preciosa), Jamie Brewer (que fez a filha da Jessica Lange na primeira temporada), Emma Roberts e Taissa Farmiga (também de volta da primeira temporada), que é a adolescente que descobre seus poderes (ela basicamente explode o cérebro do sujeito com quem ela transa) e é levada para a escola de Fiona, onde vamos conhecendo as outras personagens.

Tags: , , ,


About the Author

Tem mais séries e livros para ver e ler do que tempo hábil. Sonha em encontrar o Doctor só para usar a Tardis e zerar a sua pilha. Encontrou o sentindo da vida quando assinou o Netflix.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Back to Top ↑