Review

Published on agosto 31st, 2016 | by Raira

0

American Crime Story 1×09

Um show de horrores

Essa é uma das definições mais precisas pra esse julgamento. Desde o começo tinha comentado que o silêncio da esposa do juiz ainda teria consequências, e aqui estão elas.

A história parece realmente saída da cabeça do Ryan Murphy de tão surreal que as circunstâncias se apresentam.

Como sempre, a defesa saiu na frente mais uma vez descobrindo uma entrevista feita por Mark Fuhrman pra uma aspirante a roteirista, que não só acaba com sua reputação, mostrando o tipo de pessoa que ele é, mas também transforma mais uma vez todo o caso em uma questão racial.

Confesso que é muito difícil assistir esses episódios sem ser parcial. De um lado temos dois homicídios mais do que brutais e todas as provas indicando apenas um suspeito. Do outro, policiais racistas e crueis, e uma força policial despreparada. Apesar disso, uma coisa ainda é certa: Cochrane é insuportável.

Cochrane

Robert Kardashian era um banana. RIP, inclusive. Mas é insuportável ver como ele ainda continuou defendendo o O.J. depois de todas as evidências, provas, testemunhos e tudo o mais. Uma coisa é ser amigo, a outra é ser idiota. Já o Cochrane usou esse julgamento como um meio pra cumprir sua própria agenda e descreditar a polícia de Los Angeles, principalmente mostrando seu racismo e parcialidade. O que, obviamente, é uma causa justa, mas não dá pra usar “os fins justificam os meios” aqui, já que duas pessoas foram cruelmente assassinadas e suas famílias esperavam a condenação do “suspeito”. Além de, claro, faturar em cima disso tudo, inclusive se aproveitando desses momentos de fama.

Porém, obviamente, a acusação não consegue uma. A Marcia é muito fantástica, mas o Chris Darden é péssimo, despreparado e muito emocional. Perder a cabeça na frente do júri só faz, novamente, a atenção se voltar pra ele e não pro crime. Dá muita vergonha alheia. Ele se sente atacado pessoalmente, e realmente o é, e não consegue acertar uma.

Aliás, o que só mostra mais uma vez a força feminina; a Marcia foi atacada na aparência, estilo de vida e personalidade e não titubeou. Manteve a cabeça erguida e isso é #girl power!

Faltando um episódio pro julgamento da década chegar ao fim.

Todas as cartas estão na mesa.

Aguardemos os resultados, então.

Tags: , , , ,


About the Author

Apaixonada por séries e livros, tem como objetivo de vida ser tão incrível quanto a Liz Lemon e ser amiga das Kardashian. Só sonha baixo e com coisas realmente possíveis



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • Recent Posts

  • O que estão falando

  • Categorias

  • Arquivos