Séries

Published on Janeiro 20th, 2014 | by Fernanda Correia

0

Agents of S.H.I.E.L.D. 1×12: Seeds

Agents of Shield resolveu dar respostas. E não apenas sobre o agente Coulson.

Pra mim, a frase do episódio foi: Todos nós guardamos segredos, nós fomos treinados para isso. Ou seja, segredo e mistério nunca vai faltar com essa galerinha que se envolve em muita confusão.

Agents-of-SHIELD-Seeds-3

A bola da vez é um ataque dentro da academia de treinamento da própria Shield. Um aluno fica com a perna presa na piscina após ela ser congelada misteriosamente. Isso faz com que a equipe especial seja chamada tanto pra investigar o caso quanto para usar Fitz-Simmons para deixar claro que eles devem tomar cuidado para não se envolverem com alguma inteligência (IMA, HIDRA, Cenopéia… tem mais organização do mal que gente no mundo da Marvel).

No fundo é só uma desculpa pra eles largarem a galera mais nova num canto e ter o Coulson e a May sozinhos em outro. Tudo com a desculpa de fazer o agente sair do escritório, já que ele tem analisado o próprio arquivo (liberado para ele pelo Fury) e revendo suas fotos no necrotério (muito saudável isso).

Aqui descobrimos que a May tem um plano b, caso ela desista da Shield e queira sumir do mapa. Afinal essa é a missão: encontrar o parceiro desaparecido da agente que deixou Skye no orfanato. Nesse estranho momento ela resolve contar que tá dando uns pega no Ward (e a reação do Coulson foi a mesma que a minha: ninguém liga pra esse romance/bang with friends).

Enquanto estão na Academia, Skye visita o mural com o nome de todos os agentes mortos em ação. Uma homenagem aos heróis da Shield. Nesse momento ela para e lê um nome em voz alta: Buck Burnes. Eu não sei se isso é easter egg ou uma tentativa de começar os links para Capitão América – Soldado Invernal, mas ouvir o nome do amigo do Cap fez o lado nerd aqui dar piruetas.

agents-of-shield-season-1-episode-12-blizzard

O brother que ganha o poder de gelo

A história na universidade é bem whatever e só serve para: piadas com o Ward, dar um pouco de ação pro Fitzz e mostrar um possível novo vilão, já que o garoto que projetou o artefato de gelo tomou um choque bonito e agora consegue congelar as coisas com o toque. Provavelmente o fato deles não terem os direitos de adaptação de qualquer mutante, esses poderes malucos vão ser todos acidentes, o que é bom pra não deixar a história confusa.

O importante aqui é a história da Skye: ela era o objeto desconhecido de uma missão da Shield. Uma equipe inteira morreu tentando protegê-la e sua não aceitação pelas famílias adotivas era um pedido da Shield para que ela se mantivesse em movimento e nunca ficasse muito tempo no mesmo lugar. Não fica claro se ela é alien ou tem algum poder maluco, mas pelo menos aquela inteligência toda está explicada pra mim.

Quem financiou o projeto do gelo e está infiltrado na Shield é o Quinn, o cara do episódio centrado na primeira missão da Skye. Que faz questão de deixar claro que está em contato com o Clarividente. Sua aparição também serve pra lembrar o quanto Skye não se encaixava e agora acha que a Shield é “a única família que ela sempre teve”.

Seguindo a política (da série e da nova vida) Coulson conta tudo para a Skye. Que logo logo deve ser alvo de algum vilão porque esse segredo não vai ficar tão secreto por muito mais tempo.

P.S. Eles prometeram um anúncio no twitter deles essa semana e estão colocando a hastag #itsallconected (ninguém tinha percebido ainda. valeu galera!).

Tags: , , , ,


About the Author

Tem mais séries e livros para ver e ler do que tempo hábil. Sonha em encontrar o Doctor só para usar a Tardis e zerar a sua pilha. Encontrou o sentindo da vida quando assinou o Netflix.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑